music

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Rumores do tempo

Vida!As benesses do tempo, são porvir's
-Indigentes  -Pedinchões - Vieram me cercar!
Segundo -Os minutos - As horas  só sabem pedir,
Não há maior ingrato não há! Jamais hão de voltar.

No'víçiar-me, qual destes templos -me contém?
A vida: "Prometeu-se  para a própria morte!" 
" D'aquém até os segredos D'além existe um Deus?
Mas os rumores do tempo -ferem toda minha sorte!
 
 "As recente boas novas -chegaram"
R'ûmores dizem  vigor -eis nos aqui!
Os jovens de minha ida'de se fartaram
o que nos sobrará? A idade do nosso tempo!
Filhos que na velhice nos incomodaram.

O meu tempo se vestiu de luto e veio me encontrar
predestinados pelo destino somos um do outro.
 A vida nos leva ao altar, apenas a morte pode nos dissipar,
Quando chegar essa hora, já seremos -míseros e pouco!  

E os rumores calaram as pessoas,
dentro de seus próprios tempos!
Agora são temores que ecoam,
(detestamos o silencio)





(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados