music

terça-feira, 28 de junho de 2016

O legado (MÃO DE LUVA)


A herança é incontestável, e está na índole -acima do sangue!
(mas muitos pensam que é herdada como o dinheiro)
E por mais que por este os homens briguem e se zanguem
(mas é a consciência, que recusa a paz do travesseiro)

A contravenção é como um sonho
(sempre se quer ir mais longe)
Razão? Injustificada apesar de todos os ganhos.
E nas moitas os bandoleiros se escondem.

Dali partem para saltear pelas cidades e campos
bem armados, de santas promessas em suas bandolas.
Alguns viram ícone, ganha status alguns viram contos
(Mulher nova bonita e carinhosa faz o homem gemer sem sentir dor)
Até as mais belas de nossas canções, enriquecem suas trilhas sonoras 
"Mas a historia me enriquece!"  (o que me empobrece) ?...
É a similaridade nos dias atuais, com os salteadores que estão (lá fora)
Em nossos palácios, e ainda há, quem os agradece. 

"Eleito pelo povo, para o povo e para o bem da nação",
até parece-me, que estou em uma novela (mas na vida real)
E o pior é que nós estamos pagando (e bem) por este reality show
Falas bonitas e decoradas, dividem nossas opiniões
E o entrecho da urdidura,  continua mesmo mudando o canal

Mas o dilema do enredo não é sobre um salteador
é sobre um povo (com medo) que sonha com a liberdade!
Liberdade de ser dono de tudo aquilo que plantou
Liberdade para sermos donos de nossas próprias cidades.

E a nossa luta (que jamais foi finda)
Vai muito mais longe ainda...

E paralela a cultura venerada pela corrupção
não vamos deixar de aprender
a nos defender e jamais nos render.

Porque a nossa posteridade vai lembrar um dia
da operação lava-jato...
E vamos ensina a todos eles, que esses farsantes não merecem poesia
para que se dissipem como lendas urbanas
e ecoem para sempre, acerca deles a vergonha e os boatos...

E o legado (MÃO DE LUVA) ?
Nos dias de hoje colhem laranjas
para lavarem as mãos sujas.
(são súditos fieis das bocas de urna) 
Mas como em novelas "O bem sempre ganha"

Brasil! Liberdade Liberdade!
Mas uma vez, seremos nós os sacrificados
mas ela vem mesmo que um pouco tarde.
"Nas próximas eleições recomeçaremos com um novo brado!" 
 


(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados