music

sábado, 18 de junho de 2016

O cãozinho nervoso.



O cãozinho arredio
observa de longe.
Não sente frio
-nem sente fome
(vendo passar um homem)

 O homem, fica arredio
 perto do cãozinho.
Sente fome
e até sente frio.
E tenta passar bem caladinho.

O cãozinho não gosta
de homem medroso.
Que corta volta
fica mais nervoso.

 Rapidamente ele passa
deixando livre (as costas)...
  Teimoso, sempre ataca
não se sabe bem, 
quando é,
que ele não gosta
de alguém.

De calcanhar
De gente muito estranha,
(ele não gosta)
passando em sua porta,
ele os acompanha.
Garantindo que por ali 
eles não voltam

Difícil repetirem
aquele caminho,
 sempre descobrem,
um caminho novo.
Não querem graça,
com aquele cãozinho

Mas depois
 de si mesmos riam, 
do susto e do cãozinho nervoso.
  
Tão bonitinho
(mas bem longe de mim)
Por causa desse cãozinho
(Eu não passo mais por ali)

Eu passo por, cá!
(Não é por medo)
Mas nunca mais, 
eu passei por lá!
(É apenas um segredo)

  (Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados