music

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

O que fazes?



Estavas passando comumente 
na deriva  de mais um dia...
No vento que sopra voluntario 
mormaço queixas insistentes
Quem rompe o meu silencio?
Quebra as regras d'ssa  nostalgia
 
 
Precisava de um nada imenso
para nele me encontrar forçado!
Até quê, (palavras me desinquietaram)
O som convoca, -à barreira do tempo
Fujo de mim, quando deixo de ser calado
para repousar atento aos que me chamaram.

"Poeta"
Sim!
O que fazes?
(Busco letras)
Palavras 'inda mortas
de tradução!
Para compor uma canção
 
Ou pelo menos um tema que rima
Basta despertar a minha pequena
(Poesia ousada entra no clima)
 
Por isso me fecho aos olhares
fecunda fértil quando inspirada
Homens felizes e seus pares
consola-me esta noite minha amada! 

Em teus afagos me aconchego
recosta-te em meus braços
para sanar os teus medos.

Aonde estás?


(Lourisvaldo Lopes da Silva)
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados