music

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Miro no reino Fungi



"Miro morreu!"  
-Pranteia a viúva-
(Desconsolada sem amor)
 Um acaso na vida brinca, de Deus
na pequena terra, das gigantes saúvas.
Não existe dor...

Acorda Miro apavorado
"Aonde estou?" 
(Que lugar engraçado)

Ao longe o observa Quitina,
 menina assustada, que rápido se esconde...

Uma luz na janela sem cortina
(a entrega) 
Mas mesmo assim não responde.
-Num silêncio sem trégua

 ...Um Déjà vu acorda a lembrança!
 E Miro pensa muito -estou dormindo]
 (?)
(Lugar aonde as arvores tem chapéus
sapinhos observadores, são as crianças)
E em algum local secreto (eles) esconderam, muito bem o céu.
(?)

Segue Miro sorrindo
(pensa estar sonhando)
!!!
...Um adulto quando sonha
é igual, a uma criança brincando.

É dono de tudo!
!!!

 Segue a luz esverdeada
que salta das arandelas...
Miro... [pequeno Miro-
(Não sabe quase nada) 

Até que no cruzamento de uma trilha
conhece Éon
Longa
 barba branca
a se perder no nada.

Orelhas-de-pau 
Dependuradas
  Éon sabe D'tudo!!!
D'Tudo nasceu do nada
-Há  alguns milhões
Absurdos!


Aonde estou?


...

Continua 

Miro no reino  Fungi (Prt 2)

Hifa e Micélio pelo caminho

Link para a parte dois deste conto

http://lorisvaldolopes.blogspot.com.br/2016/08/miro-no-reino-fungi-prt-2.html


(Lourisvaldo Lopes da Silva)






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados