music

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Fome




A fome atrai a flor da pele
E o suor da ansiedade a rega,
e os olhos (famintos) não sabem brilhar.

A fome desperta a cobiça, o desejo,
e a indagação (por que ele tem tanto é eu não?)
 O pecado não a condena, em seu desespero...

Uma transgressão tola, frouxa, em mãos tremulas
quem a sente ...mais nada sente.. 

Quem tem fome, tem pouca força
é submisso, e não tem vaidade...
Tem sonhos, mas não guarda segredos 
toda vida que deseja ter, existe em sua boca.
Falar de compaixão e não ajudar "É vaidade!"
Quem toca tuas mãos pede-te (Livre-me desse medo)...

O medo também é fome,
porque a fome domina
Povos inteiros.
 Definha as belas,
enfraquece os fortes,
e reduz as crianças...
À livres  prisioneiros

..."Por um pedaço de pão"

Existem glórias alcançadas com a retenção.

Por que a demora tornou-se barganha
é o favor q'nunca vem de graça...
Uma alma e um corpo cheio de sentimentos
é como um objeto que se penhora...
Batalha injusta é Batalha ganha?
A fome devora o pouco que acha
é mesmo assim agradece em silencio.

A fome não existe para ser comparada
nem para ser usada como exemplo.
O orgulho mácula a comunhão,
é a fé sem as obras, Não serve, "pra  nada!"
Depois olhamos pro céu e cobramos "Se existe Deus"
Porque está em silencio? 
O que diremos a ele (nós) quando indagados
"Cuidastes bem d'teus irmãos?


Nós temos motivos
mas nunca teremos, a razão...
"A fome tem cura  
e ela está em nossas mãos!"



(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados