music

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Não vais encontrar o meu Amor...


Quando fugires solícita, desta devassa solidão...
A desejares o despertar-te entre os meus braços!
E encolhida, aguardares o afago de minhas mãos,
Sentiras a falta, teu tenro corpo, e reclamarás por meus abraços!

"Aonde procurarás o meu Amor?"
São os teus lábios que encontraram o vazio,
Na cama, descobriras a falta de meu calor!
Tua pele, não será acalmada em teus arrepios!

Ao abrir teus meigos olhos, te perceberas sozinha!
Reagiras a solidão, indo de encontro a janela,
Sobrevir-te a saudade (a silhueta que se perde ao longe não e minha)...
E findaras em teus campos o florir da primavera!

Sentirás-te sozinha e nua, ao se descobrir,
 terás  partido o meu amor...
E assim em te reconheceras,
 “Ele era verdadeiro!”
“Mais você não o alcançou!”

Se a falta faz sofrer,  (deveras logo constatar),
 “Ele me Amou primeiro!”
“E você não o escutou!”
(Não soubera o amar)

 
Quando este chamava teu nome,  e sussurrava por teu carinho,
Abraçava e beijava todo o teu corpo!
Deixou que se sentisse sozinho...
Acreditava em si, (que este era pouco)

Recostastes tua fragilidade sobre o meu peito!
Há te refugiar da solidão...
Mais não se rendera em nosso leito!
E nem ouvistes as batidas do meu coração...

Em constante fuga, me ocultaras os teus carinhos...
Queria ser livre,
E se rendia a essas dúvidas,
 e ao ao seu lado pude sentir-me sozinho!
E  agora? 
"Por essa lágrima que rola se realize!"

O meu Amor veio lá de dentro,
Para se fazer sentido...
Te ofereceu todo o tempo,
E você não tê-lo merecido!

Ele então se foi , para não mais de ti faltar...
A tua liberdade!
Se transformou em saudade!
E não vais mais o encontrar!


 Não vais encontrar o meu Amor...


Autor:

lorisvaldolopes.blogspot.com.br 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados