music

sábado, 3 de outubro de 2015

A Sabedoria do meio...






Eu reafirmo ainda que só!  “Nunca passe do meio!”
Mais também não fique parado,apenas o que e se move(terá passado)...
E  a fixação do não querer,  penumbrará em devaneios!
Jamais queiras o saber em excesso, das coisas que não conheces, chamadas de fim!
Tudo ao seu tempo e melhor que milhões de Creios!


Quando eu sobejava em sabedoria...
Conseguia antecipar através da lógica, a maioria dos fatos!
Se já antecedes teu próprio reagir, não será mais tão bela, a surpresa de tua alegria!
E de tão sábios teus sonhos, serão lendários e poucos provados, como são os boatos....


Somado um louco+louco+louco....e etc...
=Uma vida por dia,
 e ainda será para ti,muito pouco, e   murmurará” (Nada presta) ...

E de repente, vão se as novidades,
e das repetições sobram enfados,
E quando foge a vontade,
A maior emoção pra se viver, será carregar seu próprio fardo!


Quando um sábio bem mais sábio que os outros se transformou em um louco?
Ao aprender que sabia muito mais do que devia!
E estava farto do Amor,
 quando conheceu a poesia!

A esta altura o sábio se auto destruiu...
Se viu puro demais, se isolou fugiu!
E lá das matas e cavernas nos arredores da cidade!
Foi compor sabedorias para poder amenizar,
pensador de uma saudade,
que não existiu, por se antecipar!

E o louco em demasia insistia,
"Me tragam novos dias!"
Mais pra quê?
Não sabia mais o que fazer!


Ambos restavam febril, das intensidades em demasias!
Aprenderam tanto, um ganhou de mais e o outro igualmente perdeu seus dias!
 "Exagero letal!"
 Nunca ultrapasse seu limite, pare a meio caminho antes do final!


Eu me desencantava as margens de tudo isso...
E me propus observa-los aprender com os dois!
Permeava estes dois caminhos, 
a sabedoria que precisava estava no  meio!
Tinha os meus medos e por caprichos,
  preservei todos os meus  receios!



Queria saber de tudo!  Mais não queria me isolar do mundo!
Desejava intensamente o melhor dessa terra!
Compor verdades,sentir bastante saudade, e na bela poesia me pegar confuso...
Aprendi aqui no meio, que o bom,  e todo dia vencer uma guerra!


Me perguntaram: 
"Quem és?" 
Sou a metade de uma excessiva sabedoria!
E um meio de um abundante de um louco ...
Mais podem me chamar de poesia!

 


A  Sabedoria do meio...


Autor:


lorisvaldolopes.blogspot.com.br 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados