music

domingo, 18 de outubro de 2015

A nota perfeita, (fim).




A gente nasce e logo reconhece (não há como voltar)
A gente cresce,merece, envaidece, e envelhece...
Ná melancolia se ama e reclama, mais não quer se acabar!
"Não!"   Diga não ao fim!!!
(Impossibilidades que nos entristecem)...


E muito reservado lá no fundo...
Uma utópica quimera, particular!
(Sempre vou retardar o fim), por eternos segundos!
Mais o homem, e encontrado,
(sem precisar se entregar)


Não e preciso acreditar no fim!
Pode se eternizar em poesias!
Colecione flores, e aromas de jasmins!
E dançe abraçado a quimera,(esta e a sua utopia)



Nunca se disponha pela manhã a procura-lo!
Mais procure pelo seu próprio dia, e tente toca-lo com as suas mãos!
Nada podes a favor ou contra, (o fim vai encontra-lo)
Nostalgias e alegrias, são necessárias indagações!



"Sé", tentar antecipa-lo! Ou acreditar ter o poder, de retarda-lo!)
Deverasmente não e assim tão bom!
E quando o independente fim, vier encontra-lo!
Ouviras da nota perfeita, (o perfeito Tom)...

 (fim)...


Autor:


lorisvaldolopes.blogspot.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados