music

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

"A minha amada caminha entre versos!"





A minha amada flutua, no caminho dos versos!
Eu a amando inocentemente sem ser notado...
Seu corpo estava ali, em rimas disperso...
E, eu (sonhei) a desejei calado...


Sonhando, desejei o seu bom gosto,
ansioso leitor, nos versos porvir...
Eu a amei como o lume da fera protegendo seus filhos...
Sentia ciúme do seu perfume...


O seu olhar distante me trazia arrepios...
Dizem quê tal linda devaneia,(e ausente),
pôr ela jamais perderei o rumo, por amar tal presente!


Ela têm atrevimento no olhar....
 Invade e descobre todos os meus medos...
Como posso não ama-la?
Conta um pôr um (todos os meus desejos)...


Me toca sem sair do lugar...
Me abraça, e me ama como nunca fui amado...
Nas noites escuras em versos me provoca, e vêm me encontrar!
E uma louca silhueta, entre penumbras,vindo em minha direção,
(pede silencio para  expulsar a solidão)
Sem pedir segredo deita ao meu lado!


Eu amo esta mulher, (compondo na estrada dos versos)
  Posso encontra-la, e senti-la  nas entrelinhas...
Para poder , descreve-la  agarrada a sonhos, lá se vai(mais nunca esta sozinha)...
Meu coração a ti oferto, um sonho de amor capaz de preencher teu universo...


Autor:


lorisvaldolopes.blogspot.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados