music

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Rubra ardente.



Tua pele macia, ameniza 
A luz, que chega ao meu olhar
Pequenas folhas caem no chão,
Em ti sou capaz, d'às escutar

Enternecida d'ságuas em mim
O silencio de um amor maior
Enrubesce-te em meu horizonte
Não há alvorecer melhor

Que vê-la surgir pelas manhãs   
Sombras se afastam das encostas
Dar cor de fortes rochas
Brilham em ti, tuas maçãs
 

És tu meu único amor
Por quem divido em artelhos
Os versos colhidos em mim
Que em segredos se aconselham  
  
Timbres da voz amada
Trovoam-te em alto céu
D'ntre as nesgas de teus cabelos
Meu olhar procura o seu
   
Teu corpo, envaidece a seiva
As roseiras se abrem nuas
O sorriso se exibe em cores
Minha amada é quase lua

Teu vestido, te esconde

Mas a tua pele é seda lívida
Meu amor por ti, está perdido
Pois te misturas as noites límpidas 
 

Pequenas luzes, cintilam em teus olhos
São rosa vermelhas de Calcutá
Tu é toda um noite primaveril
Forte amor meu...Vem me abraçar. 

 
(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados