music

sábado, 2 de julho de 2016

"Aonde a esconderei?"

Formosa rainha do meu amor,
assenta-te agradável em uma brisa.
O peso de tua beleza é leve
e teu sorriso desliza sobre a luz do dia.

O que seria de minha vida?
Se algum dia eu, morresse por falta de ti,
não haveria cura para a minha ferida,
à terra a ti, me devolveria!

Tu cavalgas no lombo das cores
para passear pelas primaveras.
Meus versos são fiéis adamastores
que estão sempre a tua espera.

"E quando passas!" Ergues a vista o girassol,
e as aves se juntam na copa das arvores.
O sol a coroa todas as manhãs,
e todos os olhares te oferecem lealdade. 

Em que lugar eu esconderia 
tamanha beleza?
Cercar-te-ei com tantas poesias,
que o meu amor será o teu trono.
E te amar, a minha fortaleza. 



(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados