music

sexta-feira, 1 de julho de 2016

HUaMOR (na balada)

Balada é uma composição poética
com ou sem musica!
Mas isso há muito (muito) Tempo atrás 

BALADEIROS(A)

 O primeiro namoro da noite começa 
na frente do espelho.
Mulher sempre tem menos pressa
(Os homens tem de agir ligeiro)

A mulher que se gosta,
ameaça sair
E...de repente (olha ela ali)
na frente do espelho de novo.
(Joia reluzida brilha mais que ouro)

 Fiu-Fiuuuuuuu

Tá reconhecendo a própria beleza
(depois de arrancar a verdade de muitas de suas roupas)
Agora tá acontecendo, o milagre da natureza
(O batom dá o ultimo tom, para determina-la pronta)
Linda convicta é cheia de certeza!

 A essa altura (do campeonato) Os rapazes 
já olharam para os relógios Um milhão de vezes!
Mas quando elas começam chegar 
seus olhares são como cartazes...
"Ei estou aqui (segurei o teu lugar)" rsrsrs

O que um homem não faz por uma mulher?

Mas é decreto de bom baladeiro
(a noite é uma criança)
Estando certos "vamos festejar primeiro"
A noite vai envelhecendo
e a fila começa a andar.
E (pouco a pouco)
"Casais vão desaparecendo!!!" 
Desde a antiguidade a balada 
sempre foi um pretexto.
A mulher queria ser amada
e o homem agradecia por ser solteiro.
: )

Mas tem duplo sentido dupla razão
duplo motivo é duplas explicações.

Adelaide só quer dançar,
André é muito romântico, 
(e sabe ser qualquer tipo de par)

 A balada é um encontro de sensações,
de amigos, de liberdade.
E de ambições...

(Fui procurar André)
Mas ele havia desaparecido,
 Adelaide? Também não vi!
Danado havia conseguido.

Na balada no mínimo, 
se não der namoro vai dar da amizade,
Se não tiver isto perde o brilho
 Balada boa, tem de deixar saudades.

Ou então não sentir saudades 
daquilo que viveu...

Como fez André e Adelaide
namoraram e casaram
 E vão juntos todos os fins de semana
(as baladas destes dois nunca acabaram)



(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados