music

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

# Versos em luto #

 




Versos em luto
 
 
 
 
De liberdade
fizeste-té refém do amar....
Amaras perenemente a lacuna há té abraçar....

Tens um sonho?
Ataque a realidade, com desesperos !!
Sua lápide está gravando "aqui jaz um sonhador pouco a pouco"...


Aceite!!!
Sem reclamas
abraça frio,
a solidão , que té aquece a cama..

Se choras aquém não té prives da saudade...
Diga adeus ao seu ,eu, e se dissolva em necessidades...


Corri ao seu encontro, noite fria insistente, se dissipa ao raiar da luz...
Não mais amanheceu, meu poema morreu!
Potente do Poente ao nascente reluz!!!
Fortes lembranças,# os versos não se apegam do chão #
A falta, e sentimentos!
A dor " inspiração"!

Versos não morrem,
são rios quê correm em absoluto...
A espreita de uma vida, espera...
Assim encerra este luto!






 
 
 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados