music

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

"Descomposição"...





  Ampliados, meus sentidos incólumes...
Maldizeres da chuva, informações e seus respingos...

Deste olfato,embriaguez inspiradora! donde vem seu perfume?...

Percevejos, e traças ,cobrem peças desse luto, vindo!...





Maldizeres e desprazeres , a impotente prepotência dos seres vertentes...

Um ódio devasso, de criatividade sem vida!

Não!  Não me chamem de igual" tampouco de gente"!

Sou arguido cobrado ferido, a compor "sofrido"!
Incoerências” arguidas”!





Palavrórios ," profanos"!!

Os belos balbucio são esboços, "cheias gavetas são meu desgosto"!

Faculdade vitalícia, me moldaste na prática de vozerios, vazio insano!...

Hábil castidade, faltam, nobreza nos sons "nestes quê ouço"...

Sou poeta, "?        ?"Faltam me palavras, um louco em seu calabouço...





Poesia? Sim ela mesmo!

Me arranca a alma…

Me inunda inspirações, mar bravio ,alvejável esmo!

As vezes! “Muitas” preciso de calma!






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados