music

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

"Os dias de Isaías"...






Seus minutos, eram únicos e passavam gentilmente ...

Suas horas enormes e diferente..

Nas noites me recordo escutar...

Cantigas ,trovas, casos e prosear ...



A luz do luar, no terreiro de chão batido,

a fogueira era nossa churrasqueira,
 aquecia a plateia e assava milho...(divertido)

Maria tinha lendária maestria, culinária, 
"eu sou testemunha junto com o antigo fogão de lenha"...

Adorava ouvir aqueles trocadilhos...

A riqueza de detalhes e  suas resenhas...



Nunca ouvi linguajares tão raros...

Isaías era o contador de histórias daquelas terras...

Um verdadeiro guardião de lendas, um mestre
 "na arte de criar legendas "...

Encantador nato de pessoas , naquele ambiente propicio 
voávamos longe a reinos imaginários e lendárias guerras ...



O seu dia, era simplesmente maior quê o de todos...

Provava isso em suas explicações,mais nem sempre convencia...

Pouco importávamos, era intrigante e sempre trazia renovo!


Até seu burrico nico ganhava asas segredo este que os dois,
"guardavam entre-sí sem demonstrar apatia"...



Uma erosão imensa obrigava os desvio de uma certa passagem de animais e gente...

Forçando um contorno necessário, para quê se chegar na maioria das casas...

"Isaías saltou o abismo com seu burrico alado",
bem estava sozinho ia visitar parentes não seria provado que ele mente !!!

Depois cabia a cada um interpretar as entrelinhas a seu próprio gosto, o que ele tinha de mais notório eram graaaandes asas !





“Pobre Isaías”, tamanha riqueza igual a sua ninguém tinha
"eu gostaria!"

Uns os consideravam um caboclo bom de papo indispensável em uma prosa...

E eu bem sabia, que se vê a beleza mais nunca saberemos a verdadeira origem das poesias!

Talvez algum dia sejam assim os meus ,” uma peça de teatro em volta da fogueira com muita gente em roda!”


Hoje muito tempo depois, ainda desfruto essa rica lembrança!
Quando leio ou ouço " algo mágico, abstrato e de exagerados confortos!
Digo entre risos são tão lindos como "os dias de Isaías"...




Alegria, "saber quê nunca saberemos ao certo se versos são criações ou verídicos...
"Uns de tanta beleza,nós convence a pensar "Duvido"!

Se os poetas, são legítimos, imaginários,loucos ou sonhos dispersos em suas inspirações...

Eu simplesmente  a Deus "dias de Isaías tenho pedido"!



Esse e o verdadeiro desafio: Quer saber a veracidade de um poema?
"""Aceite vive-lo e saberás se e real se vale a pena!"""


Autor:

http://lorisvaldolopes.blogspot.com.br/2015/08/os-dias-de-isaias.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados