music

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Versos livres...





Caminha entre as filhas, dessa terra!
Passa as espreitas, das intenções nos homens...
Mira certeira, como as inspirações de primavera...
Em direção ao alvo, agitando os sentimentos somes...


Até encontrardes o teu alvo,
um coração aconchegante, quê lhe preparou um ninho!
Estou deveras ansioso e não me acalmo...
Sofro junto de ti, quê saiu a procura destes carinhos!


O quê eu posso? .....(Eu escrevo),
se tu pudesses me ouvir, depois quê ler...
Revelaria de ti alguns segredos,
independentes versos a te conhecer...


Sou a flecha enviada pelas flores em disparate,
aonde passo, vou despertando sonhos...
Apaziguo, e acalento temores, possuindo a minha parte,
das essências, quê em ti não vês, eu me componho...


"Aonde está a minha amada?"
Que me abras o teu coração,
um sussurrar (baixo)
de uma poesia apaixonada...
Que deseja expulsar tua solidão!



Sou brisa desejada,
logo ao escurecer...
Sonho para a mulher acordada,
um homem quê sonha com você!


Pelo teu imaginar, eu me aproximo,
se fechar os teus olhos, poderás sentir...
E se calada se entregar...Poderás me ouvir...



Os anseios, sobreviventes alongam os meus dias,
permeando, auxilio homem e mulher...
Flechas aos milhares, sou poesia,
chegarei a ti, aonde estiver!!



Versos Independentes...



Autor:



lorisvaldolopes.blogspot.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados