music

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017


Quase um verso

Pouco, tão pouco quanto um
por enquanto,
um lugar! Nenhum...

 Quase vazio, e sem nada
olhar arredio
e sem paisagens estateladas

Sem bela, sem ela, e sem  ser Dela
Homem sem dono
Sem terra, Sem primavera e sem quimera

Homem do mar, sem luar e sem lugar
Ninguém quer
Um mar, sem ter luar, para amar.

 O poeta não foi, A poesia também não
Então quem foi?
Que jogou-o entre os rascunhos espalhados  pelo chão!

Peço-te! Por favor! Venha me completar!
 Já que iniciou, precisas terminar.





L.L.S
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados