music

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017


Literatura de Cuca

Manoco, não sabe lê
o que uma criança consegue ver.

Cuca muito se divertia
enquanto um livro via. 

Manoco , não sabe ver
O que uma criança não consegue ler.

Cuca cansou de tanto rir
e foi embora dormir.

Manoco! "Pensa, que criança 
esquece um livro"...

E curioso correu pra ler
o que Cuca não consegue esquecer.

Ah! -Mas que livro mais sem graça!!!
Manoco julga o livro pela capa.

Cuca só julga um livro depois de vê-lo aberto
se este for tão estrelado como o universo
é este o livro certo.

Manoco (não tem paciência de imaginar)
então Manoco não conhece a ciência 
que faz Cuca voar!

"Ora essa!" -Só tem imagens coloridas neste livro!
Manoco! "Na Literatura de Cuca
é o leitor quem dá o brilho!"
O autor apenas inicia a busca...

 Manoco desistiu 
(do livro que só podia ver)
E a imagem de Cuca sorrindo ao livro uniu
(quando estava dormindo)
Agora Manoco iria entender...

A Literatura de cuca tem dessas magias
quando sonhamos ela volta cheia de fantasias...

Manoco dormia e ao mesmo tempo se divertia
Com as imaginarias aventuras de Cuca.
E sua Literatura pra lá de maluca.


Literatura de Cuca (2-5)

(Cuca jurava que via) 
— Eu vejo sim!
Enquanto Manoco lia
Cuca imaginava 
como as coisas aconteciam.

Manoco aprendeu ler
de uma forma envolvente.
Que faz o ouvinte se render
e Cuca que sonha sente

...É como se estivesse lá
(E quem sonha não mente)
Às vezes, podem aumentar...

Imaginação nos dá direito
a nossa própria interpretação 
dos mundos que vivem nos textos.

Manoco se sentia criança
Enquanto Cuca crescia
Literatura boa (embala a balança)
Um subia e o outro descia

Poesia de adulto
Poesia de criança
Distintos mundos
Que igualmente encantam.

Manoco aprendeu a desfrutar
e Cuca aprendeu a sonhar
Com a arte de se mover
(sem sair do lugar)


...


(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados