music

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017


Estranho
   
Sabes a hora de teus tropeços?
Quem sabe és, o que comemora,
por trás da sólida cortina do esmo,
mímico de praças, simula esnobe.

Que nada tens! A ti mesmo entrega.
Sarcástico morcego sombra d'aquém
lâmpada pouca, menos escura que as trevas 
Gênese da luxúria, em vida termostática.

Inculta a silhueta inebria e tosca
o cambaleio do cerne em arvore oculta.
 Encerra-te c'um a mão leve a boca
Qual pergunta afugenta ao cavalheiro?

Rudimentar, poucos tende-o conhecido.





L.L.S
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados