music

sábado, 21 de maio de 2016

Muito para sentirmos.



Oh sim já amamos
Tanto! Tanto? Tanto...
e muito  pouco, (poucas vezes)
nos esbarramos alentos.

A pressa corre por precisão,
erra muito, e quando precisa,
descobre-nos de indecisão
corrobora-te agora entre as cinzas
de uma solidão...
 
-Oh sim" muito passamos,
um pelo outro, e outras vezes tantas
 perdíamo-nos de novo.

Até que nos encontramos
já dantes conhecidos 

Muito pouco falamos
 para recobrarmos o tempo perdido,
já que nos encontramos-

Vamo-nos recordar, 
primeiro -nos abraçamos
-Sentir é maior -e mais verdadeiro!
 Silenciosa coerência dedutiva
da capacidade de nos amar.


(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados