music

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Encontrar-te-ei (nênias solicitudes)



"Procurar-te-ei", (por quem eu me perdi),
até tê-la ao meu lado, "também me esqueci." 

Pelas manhãs elegia, a lua minguante,
dividi o céu, deste meu ardor titubeante.

Salta-te em direção a este vasto,
um grande amor, acolhido em meu braços.

Quando a solidão tardia a noite alta,
em mim ,hà dor sombria, por tua falta.

O que fazes tu, tão distante calada?
Mais fala a saudade que tu, minha amada.

Tomaste-me o coração como penhor,
a este desolado devolva-lho, é receberás teu amor. 

Desvairadas são as flechas,
do cupido sã, que a si mesmo acerta.

"Ah poeta" Quem és?
(um inspirado amor por está mulher)

Buscar-te-ei entre as galerias desconhecidas,
de teus desejos mais lúcidos/lúdicos/ de tuas jazidas.

Achar-te-ei como a joia nua de um corpo reluzente,
sobre minhas mãos,/ aquecida /encontrada /ardente/


 


(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados