music

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016


Por um momento certo...

Tive a impressão de estar errado
Quando em silencio o vento se acalmou
E as pequenas folhas, 
repousavam suavemente no chão. 
O mundo há nossa volta, estava calado
até mesmo tu que sorrias ao meu lado (se calou)
Mas a semente briga, como as batidas de um coração.

Por um momento eu descobri as incertezas
da vida! E tive a sensação de ouvir 
o recôndito das coisas emudecidas.

A borboleta congelada 
Como uma gravura,
 na pedra
de uma flor inerme.

E pude sentir o calor dos anseios
viajando na essência das horas mais calmas... 
O limite do tempo em respeito ao alvor
 da emergida paz, do alento da alma. 

Acalentava-te entre meus braços
fino cristal recostado ao meu corpo.
Bastar-te-á um único suspiro 
para que todo o silencio se quebre... 

E pra onde fores 
 ser-me-á como o ar que eu respiro.
E o momento perfeito
que aos outros precede. 



(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados