music

domingo, 18 de dezembro de 2016


O fado de Samanta

 Porque foges e não me levas contigo?
-Não posso amar ninguém!
 
Porque ti ausentas à me impor castigo?
-Tu não podes ser meu bem!
 
   Não ti negues a mim, sozinha!...
-Nem de mim mesma, hoje sou...
 
"Peço então que sejas minha!"
-Sou os espinhos daquela flor...
 
Ser-te-ei a macia alfombra...
-Nem dia ou noite eu desejo ser!
 
De teu ocaso a fresca sombra!
"-Melhor a ti seria, me esquecer."
   
Não teve jeito!
Samanta desapareceu...

Hoje em fados me doí o peito,
(ao lembrar alguém)
 que sem motivos me esqueceu. 

❤💔


(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados