music

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Alvos na noite...




Para a bela escurecida (noite),
novo dia não inicia, sem passar pôr ela!
O homem (cego de si mesmo),
vulto descoberto em seu ego, a luz de velas!


Impávida madrugada se aproxima,
luzeiros, indicam o infinito,
 Perguntas e respostas, a encargo das rimas!
O contraste insistente, torna tudo mais bonito!


Quem sabe a cor da pele enluada,
ou o tamanho de um amor...
Alvos somos na madrugada,
indica a sensação de calor...


Enquanto devo ir...
Quanto, devo-me? Arriscar?
Nos votos, juras pôr quem?
"Deverás a tal, mesmo, o sorrir!"


O dia vai amanhecendo...
E a mim mesmo estou devendo...


Um ano talvez, seja-me suficiente,
nítido, devoto em sua promissão
Para não necessário indulgente,
alvos nítidos  na escuridão!



Alvos na noite...


Autor:


(Lourisvaldo Lopes da Silva)


lorisvaldolopes.blogspot.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados