music

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Frágil e hábil...

                                                     
                                                Tiverdes minhas palavras por vãs?
                                                              O amor é frágil
                                                   Não têm aliados nem talismãs
                                                    e lento medroso mas (é hábil)

Sabe quê a saudade
Ofende
Quê solidão é uma maldade
"Te surpreende"

Têm nome suave
Amor
Não invade
Pôr favor...
"Nunca nos será tarde!"

Nunca vai ficar tão escuro
há exércitos de insurgentes
Olhe...longe...no....futuro
Um dia pode existir (a gente)

Amor prefere assim
Ser completo e bobo
Como as cinzas de jasmins
Buscando renovo

Amor e sofredor
Deveras é tão lindo
O amor...sempre...Amor
  chega, e a qualquer hora e bem vindo

Chega-te até minha presença
São ditas do sonhar
Se vida (a mãe) gerar essa existência
Meu pai me ensinou (amar) e depois amar

Amor frágil
Medroso
Hábil
Bobo
(...Corajoso...)
Quê foge
Quê volta
Quê chega
"E quê fica!"

"Mas sofrer não"
Não dói este almejar
Trilhas deste meu coração
Estou indo ao meu lar...


Frágil e hábil...


 Lourisvaldo Lopes da Silva

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados