music

domingo, 3 de janeiro de 2016

Aquém das pupilas...


(Lourisvaldo Lopes da Silva)

Resmunga velho é louco,
em tímido (o jovem oco)
Esconde nas turvas,
teu males de amor
Tua porção de dor,
ressaltas entre as viúvas
Mal..dita dor de amor!


Por sonhar liberdade,
o querer foi demais
Afinal sentes saudades,
guerreias sonhando e sem paz!


As pupilas dos mestres,
tolamentes se arregaçam
Entre sobras de vestes,
sonhos desvalidos ultrapassam


Recalca, a nudez
abandonada, se encolhe  
Talvez, apenas talvez
Teu rosto se molhe...


Expulsas aquém é não demoras,
neste motim escapas com tuas lágrimas
A dor que brota cresce, nesta hora
escreves marcas, em tua pagina 


Desajuizado teu amargor,
é sempre tão calado,
que me causas náuseas,
sobrepujar teu turbilhão
Desces em fugas,
aquém dessas pupilas fidalgos
secas a meio rosto
não viverás sobre este chão!

  

 
 Aquém das pupilas...


lorisvaldolopes.blogspot.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados