music

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Contos reais...

A condenação e o perdão
De Sandro...

...Depois da angustia veio o sono
Depois do sono veio as lembranças
Depois as lembranças se reorganizaram

 Sob os cuidados de um Anjo
Que as transformaram em um sonho...
E como todo sonho bom, 
trouxe-lhe uma esperança.

...Havia uma fila de pessoas que se estendia,
a perder de vista (e ele) era o ultimo...
Apreensivo e impaciente, pois nada sabia
do que estava acontecendo.

Apenas que tinha de esperar...

E, quando esperamos "Observamos"
O não saber, aguça o nosso senso de interpretação ,
O que não conseguimos compreender
Imaginamos.

Intrigante pensava Sandro...
Ao ver que muitos 
voltavam profundamente tristes, 
Pensou em tudo de pior que existe.

-Desprezo -Infortúnio -Cobrança -Castigo -Etc...

Ao longo do dia a fila foi diminuindo
Em um vaivém -[lamúrias] -e contento's está ouvindo
 Parte boa aos que seguem, e o que sobra? 
Fica para os que voltam, para estes findou-se o tempo
E não ganham sequer o direito há uma ultima hora

Até que uma voz escuta chama-lo "Sandro!"
O homem por trás da mesa tinha o aspecto d'um Anjo
 E nas mãos tinha um livro, na capa do livro
o seu nome...

O Anjo começa a indaga-lo acerca 
de seus atos e feitos;
E exigia-lhe confirmação,
Apenas responda-me sim
ou não!!!

A vida é assim nos responsabiliza por tudo
se escapas do inicio ao meio
mas não do fim.

Quanto maiores forem os erros,
maiores serão os medos, e consequentemente
os pesadelos.

Sandro se desesperava, diante de alguém 
que não há como se esconder.

A vergonha é um peso cruel,
insuportável a nós seria, se não existisse o perdão
A tenacidade da Alma porfia
Diante dos portões do céu
Buscando consolação...


Depois de muito tempo folheando paginas 
e marcando-as, o Anjo entrega o livro nas suas mãos
E pede-lhe que o assine;

-Assine-o em um lugar em branco!

 Mas todas as paginas estavam cheias,
Uma após a outra até chegar a ultima.
Sandro se entrega ao pranto
E pede ao anjo um conselho;

"O que fazer? Não há mais lugar"
Muitos foram os meus erros...
Não existe peso maior, que o desespero
Quando surge a verdade finda-se todos os segredos

 Sandro queria mais vida,
Mais tempo...
Um saída, para a dor que o consomia
por dentro.

O Anjo toma-lhe das mãos o seu livro
e, o lança fora!!
Entrega-lhe um novo livro
com paginas em brancos

E, pergunta-lhe;
"Sandro e agora?"

A condenação pode até matar,
Mas o perdão devolve a vida
"Sandro sabia que era aquela, a Hora"
De acordar, 
o mesmo autor mas, a escrever sua nova historia.
Há tempo pra vc ainda..,
Para isso acontecer, 
A vida precisa muito do nosso Amor
Recomeçar é o mesmo que renascer.

Recomece ainda hoje!
Conceda-lhe amor.


(Lourisvaldo Lopes da Silva)


Obs; O conto acima é uma narração fidedigna 
de um sonho que "Sandro" me contou,
enquanto ainda estava comigo.
Ele (#Sandro Lopes da Silva#) É meu irmão mais velho
que o suicídio tentou mas não levou.
Viveu entre nós até o dia que Deus
o levou para morar consigo.


 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados