music

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Declamar da vida...



Soa lenta severa letra
que trafegas livremente...
Atormentas do mar
as ondas dos homens!

Regados a umidade do deserto
oásis a parte, belezas do fim!
Traga o lírio as orquídeas
é as samambaias...

Aonde vai esta vida
falar tanto assim?
Vai cantar as canções de Nestor,
é zombar de Isaías...

Um contador de historias
Um cantador de amor!

Que homem vê tal beleza?
Qual homem exibe tamanha certeza?
Apenas vida! Apenas ela...
A amante de todos os dias
A bela mulher de cada  janela!

Para a lua, eterna noite
para a noite, eterna poesia!
Quem pega o verde das matas silenciosas,
e inunda os nossos ouvidos?

"Faz a agua valer mais que a sede!"
E o gesto de amor mais saboroso que o pão faminto...
Apenas vida tem o poder de declamar
apenas vida tem o poder de saciar!

Disse a vida uma vez
é todos os povos a entenderam...
Recitou além do azul no céu, os teus versos
Foi vista atravessando os ares
em direção ao universo!

A noite a vemos brilhar como milhares
Uma estrela para cada nome foi criada!
Se contar as flores do mundo, são mil por ano
para cada mulher amada!

A vida sabe fazer poesia...
A vida é uma poesia!
A arte de compor...
"Declaração de Amor!"

Olhos enxergam este declamar
Ouvidos escutam, as entrelinhas dos ventos!
O poeta homem,  quer se parecer com a vida
em sua escrita...

Quer possui-la em seus braços!
Quando pensa está no auge...
Ela surge mais bonita...
Lá em cima ou aqui embaixo...
Na grandeza das montanhas,
ou nos pequenos caules...

A flor dessa primavera se chama Vida!
Posso descreve-la é até ouso falar
mas beleza infinita, tem seu próprio declamar! 




Autor:


Lourisvaldo Lopes da Silva
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados