music

terça-feira, 22 de novembro de 2016



Romance

Noite infinda, eterno luar
Amantes comemoram entre si
Sua destemida chegada ao mar.
 Todos amores são recompensados 
Mas nós dois só pensávamos em fugir!
 
Nos refugiamos, em um canto da orla
sozinhos, "um bom poeta preza por seu ciúme."

Dali nos afastamos, em um pequeno barco...
Como se pudéssemos, adentramos na lua.
Entre o mar e o céu, eu escolhi teu abraço...

Da primavera orvalhada 
beijei-te em teu corpo, o perfume.

A margem da praia está deserta
Descansam e sonham às que foram amadas.

Mas está sem sono, aquela que amo
Tua pele é noite, sob a luz luar
Noite infinda, em madrugada 
de amor.
 
O ar de teus suspiros, 
são cantilenas, que a noite acalenta.
E, dos meus olhos despertas o brilho.
 À noite por ti fez-se serena.  

Os fadistas trovadorescos, em boêmia
No bares, ébrios sedutores se embebecem
Fazem juras com rimas e poesias
Mas de se entregarem se esquecem...   

Dizem palavras das quais não são senhores.

 Estavas recostado em meu peito
e, víamos a solidão de alguns amores
enquanto caminhavam sozinhos...

Dizia-me tu aos ouvidos, que eram como estrelas
cadentes! Quão tristes são quando caminham .

Juntos não nos proibíamos sorrir. 
-Façamos então um pedido!?
  Detalhes do amor (se divertir)

-Fizemos cada um, um pequeno verso de poesia
e,  ele terminávamos  com o nosso pedido; 

Ela;
...(Não quero jamais perdê-lo)
Eu
 -Desejo que sejas para sempre minha!

Não há poema de amor mais lindo
que estes dois...

Que estão vivendo esse romance.
 



 (Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados