music

quarta-feira, 16 de novembro de 2016


...(Assim nasceu a canção)

A poesia mora nos sonhos
E, a musica no despertar
Bem no meio vivem "Os homens"
Que sonham antes, de acordar.

Abrir os olhos, é poesia
Sentir o vento é canção
Escrever coisas bonitas ..."Magia"
Transforma-las em musica, é paixão.

O Poeta cria uma árvore frondosa
para se aquietar em sua sombra.
O cantor salta para o meio das rodas
e, faz do mar em movimento a sua ciranda.

Os versos navegam na brisa em silencio
Mas tem o poder de arrebatar...
Alguns não suportaram o fulgor deste alento...
E decidiram então "-Vamos cantar!?!"

...(Assim nasceu a canção)
À caminho d'ste mar!

Instrumentos são recitadores
Partes da poesia a ser traduzida...
Palavras lindas em difusas cores
-são os sons, "palavras não escritas"

O poeta compõe à musica recita:
"A poesia é mesmo uma dança
corpo em movimento, e cheio de vida
No salão, no Casal e na Ciranda"...

Se dança também sozinho? 
O poeta jura que sim!

Mas o cantor perturba a solidão.
...E mostra o caminho.

"Assim nasceu a canção 
Para adornar a poesia, 
e para gritar pela voz calada"

Letras que saltam de paginas 
e correm livres em todas as direções...
Unindo-se aos ventos, 
e se fundindo a magia.



 


(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados