music

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Homem...






Nem mesmo sendo,  me defendo!
Confuso? Sei quê não!
Apenas me surpreendo e "Não!!!"
Me arrependo!

Preciso sempre, e cada vez mais...
Tentar e tentar de novo!
Na busca da paz...
Veio o fogo, e mais outra vez sou renovo!


Vou perseguindo está flor!
Sou dependente!
O cerne, de lenho forte,( e escravo do amor)...
E viril, e também primaveril,
 totalmente carente!


Homem! 



Defeito ,não aceito...
Quer dominar!
Mais quando ama não têm outro jeito!
A não ser se entregar!


Deste homem perduram lendas...
Em excesso!
Para quê melhor me entendas...
Os quê se prestam, 
 (bem poucos restam)...


Um para cada mulher!
E mesmo um desafio...
E permeação de dúvidas entre o calor e o frio!
Basta chamar, já responde logo "Quer!"


Homem Bom, minha avó dizia:
"Só se for na poesia!"
Coitada estava ferida...
Depois de tantas guaridas...

Aprendeu com os versos...
Viveu momentos que se foram, dispersos...
Quê deixou tanta saudade!
Agora confirma "Sim a poesia não mente e verdade!"


Homem!


Estou bem aqui no mesmo  lugar...
"Sou o príncipe da hora certa!"
Esteja pronta pra me amar!
Quando eu chegar, "Pode provar!"
Me abraçar, me tocar, me beijar (me apertar)...


Homem...

Autor:


lorisvaldolopes.blogspot.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados