music

quarta-feira, 19 de abril de 2017

(Um conto de rimas) A Mansão não era assombrada!



Mansão abandonada
Quantos fantasmas tem?
Serás tu minha nova casa
"Minha e de meu Bem!"

Suas portas e janelas
Porque se abrem sozinhas?
― Reforma toda ela!!!
Grita de longe a vizinha.

Porque à escuto rangendo?
Aquela Mansão não estava assombrada!
(Mas já fazia algum tempo que vinha sofrendo)
De vizinhança desocupada...

A casa tem medo!
Qual o medo que a casa sente?
De boatos, mexericos e segredos
Inventados, e espalhados por gente...

No passado era mais atrevida
Todos os seus jardins eram coloridos
Seu interior repleto de vida
E de humor era muito mais divertida

Morava nela um casal apaixonado
Com dois filhos adolescente
Mas em um dia inusitado
Um deles se agrava (muito doente)

A família se mudou
Para facilitar o tratamento
E um boato por ali se espalhou
(Um espírito mau) e sem sentimento

...(Disse ao povo que eles foram expulsos pelos fantasmas da mansão)
 
Ninguém quis comprar a casa
Porque tinham medo dos fantasmas...

A casa então se entristeceu
Se emudeceu
e algum tempo
depois morreu...

― Vamos recuperar esses jardins?
(Minha flor disse sim) ― Vamos!!!

A Mansão inteira hoje se alegra
Um palácio, na luz do dia avistada
Mas quando cai a noite com suas trevas
Ainda parece ser assombrada

Por isso quase não recebemos visita
É um direito da nossa casa,
"Pra afastar gente desocupada e enxerida
Nos adotamos todos os seus fantasmas."

Somos dois escritores
E vamos transforma-la em um livro
Somos dois bons atores
E vamos guardar todos os seus segredos
muito bem escondidos.


FIM. 
  




L.L.S
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados