music

domingo, 20 de março de 2016

Turvas




Há rumores de trovões
No céu da vida
A espada dos anjos tremulam fulgor
Raios para o juízo humano
 
Dividem o véu o ódio é o amor
Há rumores de chuvas fortes
Sobre os pés sustentados pela terra
Talvez ela-não suporte
Os efeitos dessa guerra!

Olhos ardentes titubeiam  pelo favor
Buscando a alva , mas o céu se cerrou

Eu vi a mulher amada
Ser abandonada...
 
Vi também o homem romântico
fazendo promessas...
Mas liberdade era o seu cântico
Ambos em uma mesma estrada!
É não tínhamos pressa...

Vou me encontrar com a chuva
As lágrimas geram essa necessidade
Temem muito o segredo dessa turva
Deserto incerto em suas tempestades.

Bendita alma que não têm cerca
Inda que me cerquem todos os limites
Árvore da vida me embriague em tua seiva
para escrever as visões que não existem!


(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados