music

quarta-feira, 23 de março de 2016

Primeiro Amor...



Quando a via, me fechava
como se ela pudesse me ver por dentro...

Quando a via me encantava
sonhos acordados, a gostava com sentimento

Sentimento de criança
é sorridente olhar de uma moça, em sua simpatia...

Sentimento de criança
é vontade de aprender a amar, é poesia

A utopia de uma criança não conhece medo
mas convive cordialmente com a timidez
É essa quando despreparada, se conhece apenas em segredo!
Todas as vezes que a via, era como se fosse a primeira vez1
 
Minha primeira arte foi uma paixão desenhada em uma tela
com cores a base d'água...
Não a queria pra mim, queria apenas vê-la
Inocente amor é base para a formação da alma.

Era fácil desenha-la
como é fácil olhar pra frente...
De olhos fechados somos capazes de enxergar
quem vive dentro do coração da gente!


Se na minha infância, eu soubesse escrever poesias...
teria mais tonalidades para expressar esse amor...


É assim fiz!
A desenhei como um poema de múltiplas cores
Desenhando-a em meio as flores

Amor não tem idade
tão eterno quanto feliz...

Muito novo para ser poeta
muito cedo para amar escondido...
A gente mesmo se crava certas flechas
acreditando ser o cupido!

Mas ela sabia bem disso
sabia que eu estava amando-a
Não era recôndito ou homizio
este inocente amor por ela...

Todos conheciam "O menino que desenhou seu amor em uma tela!"

Ela cresceu mais rápido que eu
um pequeno inocente de amor adoeceu...

Mas amar não mata
Amor não morre
Amor não passa
Quem ama do amor não foge!

O menino também cresceu mais bem devagar
o amor me-foi capaz de curar...

O primeiro amor abre a porta
é essa jamais se fecha...
Ele fica, mesmo quando ela não volta
eterna hora de amar sempre será essa!



(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados