music

domingo, 19 de março de 2017

(Poema) Encontre a Palavra certa...


Encontre palavras, que são chaves mestras...
O ego abatido assim se fecha, em casas
entre solidões e silêncios, geométrica esfera.

Buscando o sentido, atento, vela o vigia
Torre alta, um farol de luzes apagadas
Noites escuras e reservadas em plena luz do dia

O arco encurva aparente abóbada
Das mais duras rochas, rijo coração às portas
Batentes guardam-na, entradas da vida

Cultivos tênebres, a beleza negra d'uma rosa
O som de uma voz espectra, ganha formas e corpo
Cores auroras crepusculantes, que dividem a cortina

São como o cinzel e o martelo, nas mãos do /escultor/
Não se entrega a origem, nem mesmo à passagem do fogo
Existe, por dentro uma nesga de luz, q'ainda brilha...

Palavras ousadas, certas e impetuosas, ditam o ardor
Nem mesmo o mármore, o aço ou a rocha podem resistir
Quando se toca n'outro coração com ávido amor...

"A palavra ultrapassa o sentido do ouvir"



 L.L.S
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados