music

domingo, 19 de fevereiro de 2017


Nau

O mar contemplo, tão grande sejas, afronta!
Cintilante albor rompe o lastro, n'alma deriva.
Sufoca-me ensejos o coração, à faltar-me vida
Porque tão distante de ti... A solidão me assombra.

Perdi de ti, o caminho! -na distância relutada...
Deste infinito a minha frente, que a tudo consome
Talvez sejas a alva, que se perde no horizonte
E neste mundo naufrago, estejas mesmo sozinho 

 Vens! E me sejas da noite o universo!
Pedi-te, mas negastes-me tu, este mar!
Eu sofro por ti querida, "E ele pelo luar"
Sina de poetas, por este mundo dispersos

Meu amor sofre de estranha grandeza
Triste mar  - quando me ouve logo se acalma -

Pr'ondes vais poeta?
― Meu coração tão só desalma
e por ama-la, estou indo ao encontro dela!



(Lourisvaldo Lopes da Silva)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Posts Relacionados